uma nota sobre a morte em Amor de Perdição


Em Amor de Perdição, a aceitação trágica da morte decorre da impossibilidade da concretização do amor. No capítulo XIX, , a morte vai torna-se uma obsessão quer para Simão, quer para Teresa. Escreve Simão: "Não temos nada neste mundo. Caminhemos ao encontro da morte...Há um segredo que só no sepulcro se sabe.” E ela responde:: "Morrerei, Simão, morrerei [...] e morro, porque não posso, nem poderei jamais resgatar-te.

A verdadeira união romântica do par é feita pela morte: só esta é realmente indestrutível.

Um comentário:

DPS grupo 4 do 9ºG disse...

Obrigada pelo comentário :)
O problema é mesmo esse ser um tema pertinente!
E afinal que tipos de amor existem?

Aceitamos ajuda